sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Minion do Daniel

6 comentários


terça-feira, 11 de novembro de 2014

Bolo de Iogurte de Limão

13 comentários

Ingredientes:
2 iogurtes de limão (intermarché)
4 ovos
4 copos de açúcar
4 copos de farinha com fermento
1 copo de óleo
2 limões (raspa e sumo)

1. Ligue o forno a 175ºC, e unte uma forma com manteiga e polvilhe com farinha.
2. Numa taça junte os ovos, os iogurtes, o açúcar, a farinha, o óleo e a raspa e o sumo dos 2 limões.
3. Bata tudo muito bem até a massa formar bolhas.
4. Verta a massa para a forma e leve ao forma até estar cozido, +/- 45 minutos.


Nota: Este sábado na cabeleireira a conversa virou para a culinária... então a cabeleireira estava a dizer que costuma a fazer um bolo de iogurte de limão usando 2 iogurtes de limão (no intermarché eles têm um pack de 8 iogurtes onde 2 deles são de limão) e muita raspa de limão... À medida que ela ia falando eu já imaginava o cheirinho e o sabor maravilhoso da conjugação. Não esperei, mal saí de lá passei na loja e comprei os iogurtes e coloquei as mãos à obra!
O resultado não poderia ser melhor... um bolinho fofinho, com um aroma fantástico e um travozinho a limão. Talvez para a próxima experimente 3 limões! :) 

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Entremeada com Feijão

8 comentários

Ingredientes:
750 g de entremeada
1 cebola
2 dentes de alho
1 chouriço
1 cenoura
500 g de feijão branco
100 ml polpa de tomate
1 folha de louro
Azeite q.b.
Vinho branco q.b.
Sal q.b.

1. Corte a entremeada em tiras, aloure-as em azeite.
2. Pique a cebola e os dentes de alho, junte-os à entremeada e refogue-os.
3. Corte a cenoura em meias luas e o chouriço às rodelas e junte-os à entremeada, junte também o louro.
4. Quando alourarem, junte a polpa de toma e regue com vinho branco e deixe ferver por 2 minutos.
5. Acresce água de forma a cobrir a entremeada, tempere com sal e deixe cozinhar em lume brando.
6. Quando a carne estiver cozinhada junte o feijão e deixe cozinhar por mais uns minutos.


Nota: Adoro um comerzinho assim... acho tão reconfortante... e agora com este frio calha mesmo bem. Quase que parece uma feijoada. 
A receita veio de uma das revista Segredos de Cozinha e a receita original leva uma farinheira, mas optei por a excluir. Se quiser pôr só tem de a cozer a farinheira e reservar 200 ml da água da cozedura, depois essa água vai substituir o ponto 5. E quando juntar o feijão junta também a farinheira cortada ás rodelas.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Bolo de Claras Mascavado

7 comentários


Ingredientes:
1 chávena de manteiga amolecida
2 chávenas de açúcar (achei muito)
1/2 chávena de açúcar mascavo
1 colher de sopa de canela
3 chávenas de farinha
1 colher de sopa de fermento em pó
6 claras
1/2 colher de chá de sal fino
1 chávena de leite
1 chávena de muesli (opcional)

1. Ligue o forno a 180ºC e unte uma forma com manteiga e polvilhe com farinha.
2. Misture o fermento com a farinha e reserve.
3. Bata a manteiga com os açúcares e a canela.
4. À mistura anterior adicione, 1/3 da farinha, 1/2 do leite, 1/3 da farinha, 1/2 do leite e 1/3 da farinha, batendo bem entre cada adição.
5. Numa taça, adicione o sal às claras e bata-as castelo.
6. Envolva as claras em castelo à massa e verta-a para a forma e leva ao forno até estar cozido.


Nota: Humm que bolinho delicioso! Adorei-o... muito fofinho. Contudo, achei que tinha muito açúcar, 1+1/2 chávena de açúcar branco deve chegar na perfeição. Eu não tinha açúcar mascavado que chegasse por isso usei metade de açúcar mascavado + metade de açúcar integral.
Eu também optei e coloquei uma chávena de muesli de frutos silvestres na massa... mas não ficou crocante como esperava =D mas também não desgostei =D
Inspirei-me nesta receita.


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Pão de Ló

12 comentários


Ingredientes:
9 gemas
3 ovos
200 g de açúcar
100 g de farinha

1. Ligue o forno a 180ºC e unte uma forma redonda sem chaminé, forre com papel vegetal e volte a untar com manteiga.
2. Numa taça, bata as gemas, os ovos e o açúcar até a massa aumentar o volume e ficar esbranquiçada (cerca 5 minutos).
3. Adicione a farinha peneirada e envolva usando uma "colher de pau".
4. Verta a massa para a forma e leve ao forno até estar do seu agrado.


Nota: Adoro pães de ló!!!! Tão simples e tão bons!!! Geralmente deixo cozer tudo, mas desta vez quis que ficasse assim... mole... pegajoso... delicioso!!!
Relativamente aos tempos no forno... varia de forno para forno... eu costumo a abanar a forma:
*Para ficar bem cozido, nada mexe
*Para ficar pouco cozido, o centro mexe pouco e as bordas são largas
*Para ficar mal cozido, apenas o centro abana bem 

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Biscoitos de amêndoa

8 comentários

Ingredientes:
100 g de amêndoa com pele
5 gemas + 1 gema para pincelar
150 g de açúcar (ver nota)
300 g de farinha
5 colheres de sopa de leite
1 colher de sopa de fermento em pó
Açúcar para polvilhar q.b.

1. No liquidificador, ou trituradora, junte as amêndoas, o açúcar, as 5 gemas, o leite e 100 g de farinha e triture tudo muito bem.
2.  Transfira a mistura para uma taça e envolva a restante farinha e o fermento.
3. Amasse bem e deixe repousar 20 minutos.
4. Ligue o forno a 180ºC e forre o tabuleiro do forno com pape vegetal.
5. Molde pequenos rolinhos e molde-os em formato de tranças, oitos (8) ou esses (S).
6. Disponha-os no tabuleiro, pincele com a gema de ovo, polvilhe com açúcar e leve ao forno por 12 minutos.


Nota: TÃOS BONS!! Gostei muito desta receitinha dos Segredos de Cozinha. 
Se optar por não polvilhar os biscoitos com açúcar talvez seja melhor aumentar a dose de açúcar. Eu experimentei das duas maneiras e achei que sem o açúcar polvilhado estavam pouco doces...

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Bolo da Sogrex

4 comentários









































Forma 24
Forma 20
Bolo de baunilha 1 + 1/2
Bolo de Chocolate 2

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Salada de Orelha de Porco

11 comentários


Ingredientes:
2 orelhas de porco lavadas
6 dentes de alho picados
1 molho de coentros picados
1 chávena de chá de azeite
1 chávena de café de vinagre (usei meia chávena)
Sal q.b.
1/2 limão (sumo)
1 pitada de vinagre balsâmico

1. Durante a noite eu deixei as orelhas, bem lavadinhas, temperadas com sal.
2. Ferva água temperada com sal e coloque as orelhas a cozer cerca de 40 a 50 minutos (antes de retirar provei para testar de sal e para ver se estava tenro).
3. Depois de cozidas, corte-as aos pedacinhos e coloque-as numa travessa.
4. Tempere com os alhos, os coentros, o azeite, o vinagre e o vinagre balsâmico e mexa tudo.
5. Leve ao frio no mínimo 3 horas, para ganhar gosto.
6. Na hora de servir, aqueça um pouco (se quiser) e regue com o sumo de limão.


Nota: Este petisco não é para todos! Eu cá adoro petiscos... Numa jantarada decidi fazer pela primeira vez! Por acaso ficou muito bom. ;D 
Os meus contratempos foram: quando acabei de cozinhar a orelha, provei-a e achei-a no ponto em termos de sal. Mas no fim de repousar quase 8horas, achei que ficou um pouco insosso... ora eu cá sou da opinião que petiscos devem ser "pitosos"... pelo que, adicionei um pouquinho de sal grosso, levei a aquecer porque não gosto de comer orelha fria e porque o azeite (caseiro) colhou... depois reguei com o sumo de limão e servi. Optei por não utilizar o vinagre todo da receita porque fiquei com medo... achei muito vinagre. Mas sem dúvida que o toque do sumo de limão fez toda a diferença!
A receita é da Neuza, do Sabor Intenso... com direito a vídeo e tudo!







quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Pudim de Café

16 comentários

Ingredientes:
250 ml de leite
1 colher de chá de "nescafé"
5 ovos
1 lata de leite condensado
100 g de açúcar
1 colher de sopa de água

1. Leve o leite ao lume  e deixe-o ferver.
2. Retire do lume, junte o café, mexa e deixe arrefecer.
3. Ligue o forno a 180ºC.
4. Deite o açúcar num tacho e junte-lhe 1 colher de sopa de água e leve ao lume até caramelizar.
5. Forre uma forma pequena, cerca de 20 cm diâmetro.
6. Numa taça, junte os ovos inteiros e bata um pouco.
7. Adicione o leite condensado e o leite com o café e misture bem.
8. Verta o preparado para a forma e leve, em banho maria, ao forno durante 40 minutos.
9. Deixe arrefecer e desenforme.


Nota: Estou tão orgulhosa deste pudim!! Que lindo que ficou!!!! E muito bom mesmo!! Fantástico, desde a cor, à consistência ao sabor!!! 
Esta receita veio d´"O Livro Doce da Nestlé".

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Requeijão com Mel e Nozes no Forno

6 comentários

Ingredientes:
1 requeijão
3 colheres de sopa de mel
Nozes q.b.

1. Ligue o forno a 180ºC.
2. Numa taça refractária, coloque o requeijão e verta o mel sobre ele.
3. Leve ao forno até ficar dourado.
4. Adicione as nozes, regue com o próprio molho e deixe assar mais uns minutos.
5. Sirva morno.


Nota: TÃO BOMMMMMMMMMMMMMMMM!!!!
Já estava para fazer esta receita há anos!! Aproveitei que fizemos uma petiscada lá em casa e decidi fazer!! Tão simples e tão bom!! 
Contudo devo dizer que para mim, esta receita, é uma sobremesa.... ao contrário do que eu julgava ser uma entrada...
Inicialmente vi esta receita nos Petiscos há anos ago.... agora quando procurei a receita para fazer, encontrei nos blogues A Trofa tem Cozinheira e no Tertúlia de Sabores, uma fez com nozes e outra com amêndoas... optei pelas nozes porque a ideia inicial que eu tinha era com nozes.
Ambas as receitas falam em colocar o requeijão no forno 10 minutos... eu precisei de mais, esperei que ficasse douradinho, levou cerca de 25 minutos + 5 minutos com as nozes... e ficou SOBERBO!!!!
LOVE IT!!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Queijada de Leite Condensado

7 comentários

Ingredientes:
4 ovos
100 g de farinha
500 ml de leite
200 g de açúcar
1/2 lata de leite condensado
1 colher de café de aroma baunilha

1. Ligue o forno a 180ºC.
2. Numa taça junte os ovos, a farinha, o açúcar, o leite condensado e a baunilha e bata com a batedeira.
3. Adicione o leite aos poucos e mexendo sempre.
4. Unte uma tarteira com manteiga e verta o preparado para dentro da mesma e leve ao forno entre 35 a 45 minutos.


Nota: Quando vi esta receita no blogue Chocolate Morno, os meus olhos quase que saiam da órbita. Como devem ter reparado não tenho feito grandes publicações... na verdade perdi o interesse... perdi o ânimo. Vejo receitas fantásticas mas não tenho vontade de fazer... Esta receita da Isa foi como uma leve brisa, e incrivelmente, no mesmo dia que ela publicou a receita eu decidi fazê-la e fi-la mesmo! Assim como fiz as duas receitas que publiquei anteriormente ;)
Dei conta, que não faço sobremesas (especialmente para o xuxu que ADORA) há muito tempo mesmo!!! Fiquei com pena... Penso que ter mudado de casa, isto é, de um anexo para uma moradia, deixei de ter tempo... chego a casa e tenho tanta coisa para fazer... e o quando tenho o tempo gosto de aproveitar a tratar das minhas plantações, de me esticar na rede a apanhar um pouco de sol... :( 
Bem, voltando à receita... era exactamente o que eu espera... uma queijada, por isso alterei o título. Obviamente que não aconselho a usarem tarteiras de fundo amovível... mas assim sendo depois é uma trabalheira tira-la da forma... e cortar fatias dentro da tarteira é uma seca... experimentei a colocar uma base amovível dentro da tarteira, lol, assim apenas precisei de uma faca para puxar esse mesmo fundo e ficou desenformada! =D

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Cuscuz ou Couscous

4 comentários

Ingredientes:
1 medida de couscous *
2 medidas de água*
Óleo q.b
Manteiga q.b
Sal q.b
Hortelã q.b

1. Ferver água temperada com sal e um fio de óleo.
2. Coloque os couscous numa taça, adicione 2 nozes de manteiga e a hortelã.
3. Verta a água a ferver, mexa e tape com pelicula aderente e deixe a magia acontecer!!

Nota: Porque decidi publicar uma receita tão simples? Porque vi-me aflita para entender as instruções!!! LOL O pacote dizia que 125g dava para 2 pessoas... então usei dobro... mas afinal, 250g de couscous dá para 6 pessoas!!!
Enfim, resumidamente, e para eu entender melhor na próxima, fica a dica para mim mesma: não importa as gramas nem os mililitros... o que interessa é que, para 1 medida de couscous, eu tenho de adicionar 2 medidas de água a ferver já temperada e com óleo!!
Afinal é tão simples!! Não entendo porque complicam tanto as instruções! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
PS - Reter a ideia de que 150g de couscous deve dar para 4 pax. 
PS - A Isa deu a dica de colocar um knorr na água fervente! A experimentar!

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Chambão Guisado

5 comentários

Ingredientes:
2 colheres de sopa de margarina
1 fio de azeite
1 cebola grande
3 dentes de alho
800 g de chambão
3 tomates maduros
1 folha de louro
200 ml polpa de tomate
200 ml de cerveja
1 raminho de alecrim
1 raminho de salsa
1 malagueta
Sal q.b.

1. Na panela de pressão, faça um refogado com a cebola picada, os dentes de alho picados, o azeite e a margarina.
2. Enquanto isso, corte a carne em cubos e tempere-os com sal.
3. Quando a cebola estiver dourada, adicione os tomates picados, o louro, a salsa e o alecrim, e deixe cozinhar um pouco.
4. Adicione a polpa de tomate, a cerveja e a carne.
5. Adicione um pouco de água, pelo menos até cobrir a carne. Rectifique os temperos e adicione a malagueta aberta.
6. Feche a panela de pressão e assim que ganhar pressão deixe cozinhar por 30 minutos.


Nota: Tenho para lá carne de vaca na arca à espera de ideias... nós não somos fãs de carne de vaca para comer diariamente... mas já que a tenho, tenho de a consumir... Não sei que carne usei... tirei um saco onde escrevi: carne de vaca que parece tenra LOL...
Passo a explicar, a minha sogra quis comprar carne de vaca directamente ao produtor e perguntou aos filhos se também queriam... eles disseram que sim, apesar de eu ser contra... mas já era tarde. Então fiquei com kilos de carne de vaca na arca sem saber de que partes eram... e quais as melhores receitas para essas carnes... então quando estava a colocar nos sacos para depois congelar escrevia assim coisas: "vaca: parece tenro"; "vaca com osso"; "vaca: sopa"... e dei o recado ao xuxu: não quero mais!
Portanto, andava a passear no site da Sapo e vi lá esta receita e pensei que seria óptimo... e foi... gostei muito deste guisadinho que acompanhei com cuscuz! Muito bom ;)


quinta-feira, 24 de julho de 2014

A gulosa da Sofia

3 comentários








quinta-feira, 19 de junho de 2014

Bolo Porquinho

8 comentários



Bolo de courgette
Recheio de caramelo

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Tarte de Maçã com Amêndoas

6 comentários

Ingredientes:

Massa:
200 g de farinha
2 colheres de sopa de açúcar
200 g manteiga em temperatura ambiente
1 gema

Recheio:
400 g maçãs (pode usar mais)
100 g de açúcar
50 g de amêndoas picadas, palitadas ou até laminadas
Passas q.b.
1 ou 2 maçãs para decoração

1. Para fazer a massa é só juntar os ingredientes todos e amassar. Reservar a massa, envolvida em película transparente, no frio cerca de 1 hora (eu coloquei na arca durante a preparação do recheio).
2. Para o recheio, descasque e descaroce as maçãs (eu só tinha 5 mas se tiver umas 8 ainda melhor) e corte aos pedaços.
3. Leve ao lume as maçãs e o açúcar até as maçãs estarem cozidas. Desligue e, com a ajuda de um garfo, desfaça as maçãs em puré sem grandes perfeições.
4. Junte as amêndoas e as passas. Deixe arrefecer um pouco.
5. Ligue o forno a 180ºC.
6. Unte uma tarteira com manteiga e polvilhe-a com farinha.
7. Vá buscar a massa e forre a tarteira com ela (eu costumo a abrir a massa em cima de papel vegetal e depois viro o papel vegetal para dentro da tarteira, e ajeito com as mãos).
8. Verta o recheio para dentro da tarteira já forrada.
9. Decore com maçã laminada e leve ao forno até a massa dourar.


Nota: Apetecia-me uma tarte de maçã... mas não queria ter muito trabalho... depois lembrei-me de uma tarte que a mãe de um colega nosso costuma fazer com puré de maçã, que eu detesto e o xuxu adora. Eu apenas não gosto porque ela usa maçãs reinetas sem qualquer adição de açúcar!! Dá para imaginar?
O resultado final foi soberbo para mim! O xuxu também gostou muito. Não acho que as fotos façam justiça à delicia que a tarte é. Para uma próxima vez coloco mais maçãs... 400g (5 maçãs) achei pouco. Penso que amêndoa palitada será a melhor opção... XD

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Salada de Frango e Soja

5 comentários


Ingredientes:
600 g de peito de frango ou perú
250 g massa a seu gosto (eu misturei)
1 pimento pequeno vermelho
1 cebola
Molho de soja q.b.
Sal q.b.
Azeite q.b.
Amendôas q.b.

1. Corte os peitos em cubinhos pequenos e tempere-os com sal e um fio generoso de molho de soja.
2. Ferva água numa panela já temperada com sal, e só depoisé que vai juntar a massa. não coza demais.
3. Enquanto a massa coze, corte a cebola em luas fininhas e refogue-as em azeite.
4. Quando a cebola alourar adicione a carne e deixe cozinhar em lume brando com a tampa.
5. Escorra a massa e adicione-a à carne.
6. Corte o pimento em tiras finas e junte, também, à carne e deixe cozinhar por uns minutos, mexendo ocasionalmente, para os sabores se misturarem.
7. Se quiser pode adicionar amêndoas.


Nota: ADORO!! Não devo ir a um restaurante chinês há mais de 10 anos.... desde que vi uma reportagem na televisão onde a ASAE mostrava a condições da cozinha de um restaurante chinês. Eu sei «pelo pecador paga o justo» e sim deve haver restaurantes nacionais também nas mesmas condições... mas pronto arrumei o assunto. Mas quando ia, o nosso prato preferido era a galinha com amêndoas!!! Pois este prato vai buscar esse mesmo gosto... o gosto da soja e do frango tenrinho!! O xuxu disse, que estava muito bom (recordo que ele não gosta de massas), mas que faltavam as amêndoas! Ahhhhhh eu esqueci-me das amêndoas!!!
Pronto, assim já tenho mais um pratinho de massas que posso fazer porque ele gosta!!! Yeahhh!
Também adoro usar massa tricolor!!

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Bacalhau com Broa

4 comentários

Ingredientes:
500 g de bacalhau desfiado (usei salgado e demolhei em casa)
1/2 broa
3 ovos
2 cebolas
6 a 8 batatinhas novas com pele
2 dentes de alho
Azeite q.b.

1. Numa panela coloque as batatas lavadas e cortadas a meio e os ovos, tempere com sal e deixe cozinhar por 10 minutos.
2. Após os 10 minutos acrescente o bacalhau e deixe cozinhar até as batatas estarem cozidas.
3. Numa frigideira refogue, em azeite, as 2 cebolas cortadas em rodelas muito finas até dourar.
4. Escorra a água da panela e separe os ovos, as batatas e o bacalhau.
5. Descasque os ovos e reserve.
6. Tire a pele às batatas e reserve.
7. Junte o bacalhau à cebola e deixe ganhar gosto por uns minutos.
8. Desfaça a broa e adicione 2 dentes de alho bem picadinhos e regue com azeite até a broa ganhar uma cor dourada.
9. Por fim, num tabuleiro refractário,  coloque as batatas, os ovos cortados em cubos, o bacalhau e regue com azeite.
10. Em último lugar adicione a broa e leve ao forno a 200ºC até a broa tostar e ganhar cor.


Nota: Apetecia-me um bacalhau com broa, mas também queria as batatinhas novas que a sogra deu e olha saiu isto. Tenho a dizer que é soberbo. A broa a estalar na nossa boca de tão crocante que estava. Adorei.
Optei por comprar bacalhau desfiado salgado porque estava farta do congelado e já demolhado... ficava sempre insosso. Desta maneira controlei melhor, ainda não sei bem quantas vezes devo mudar a água, só mudei uma num dia e ficou a puxar o insosso... mas acabei por conseguir equilibrar quando juntei à água temperada das batatas. Coisa que não conseguia fazer quando o cozia as embalagens já demolhadas. Como é que vocês fazem para ficar no ponto certo?

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Caldeirada de Raia

9 comentários

Ingredientes:
800 g de asas de raia (5 a 6 un)
Batatas q.b. (+/- 6 un)
1 lata de tomate pelado
2 pimentos vermelhos
1 cebola grande
Sal q.b.
Azeite q.b.
Vinho branco q.b.

1. Descasque a cebola e corte-a em fatias finas e cubra o fundo do tacho.
2. Descasque as batatas e corte-as às rodelas com cerca 1,5 cm e coloque-as por cimas da cebola.
3. Triture o tomate com a varinha mágica e verta sobre as batatas.
4. Adicione a raia.
5. Corte os pimentos às rodelas e disponha-as por cima do peixe.
6. Tempere com sal, um fio de azeite generoso e vinho branco.
7. Tape o tacho e deixe cozinhar em lume brando cerca de 35 minutos, abanando o tacho ocasionalmente (vá verificando se as batatas estão ou não cozidas).


Nota: A semana passada passei por casa dos meus pais e vinha um cheirinho tão bom a caldeirada da cozinha da minha mãe... fiquei com saudades... decidi fazer com raia que adoro.
É muito simples de fazer, podemos deixar o tacho ao lume e ir fazendo outra coisa qualquer!