quinta-feira, 14 de maio de 2015

Semifrio de Chocolate & Natas

9 comentários

Ingredientes:

Base:
300 g de bolacha "oreo"
100 g de manteiga

Semifrio de Chocolate:
6 folhas de gelatina
1 lata de leite condensado
6 gemas
200 g de chocolate negro
200 ml de natas gordas MG 35%
4 claras

Semifrio de Natas:
3 folhas de gelatina
200 ml de natas gordas MG 35%
2 claras
Açúcar q.b.


Base:
1. Na trituradora desfaça as bolachas, depois adicione a manteiga derretida e volte a triturar por mais uns segundos.
2. Verta este preparado numa forma de aro amovível, espalhe e pressione com a ajuda de uma colher de sopa.
3. Reserve no frigorífico.

Semifrio de Chocolate:
1. Coloque as folhas de gelatina em água fria.
2. Separe as gemas das claras, mas não se esqueça, 4 claras para uma taça e 2 claras para outra taça.
3. Numa taça junte o leite condensado e as 6 gemas e mexa bem.
4. Parta o chocolate em pedacinhos, coloque numa tigela e leve ao microondas por 30 segundos, retire e mexa. Volte a colocar no microondas por mais 30 segundos, retire e mexa. Volte a repetir este passo até o chocolate estar totalmente derretido (não faça batota).
5. Verta o chocolate ao preparado das gemas e mexa bem.
6. Bata as natas até ficarem firmes e envolva ao preparado.
7. Escorra as folhas de gelatina, leva ao microondas por breves segundos para derreterem e envolva-as bem no preparado.
8. Por fim, bata as claras em castelo, e, com delicadeza, envolva-as ao preparado.
9. Verta o preparado sobre a base e leve ao frio até assentar um pouco.

Semifrio de Natas:
1. Coloque as folhas de gelatina em água fria.
2. Bata as natas até ficarem bem firmes adicionando açúcar a gosto.
3. Escorra as gelatinas, leve-as ao microondas até derreterem e depois envolva-as bem às natas.
4. Bata as claras em castelo e envolva-as às natas com delicadeza.
5. Verta este preparado sobre o creme de chocolate e leve ao frigorífico até solidificar completamente.



Nota: Mais uma sobremesa eu sei!! Mas ando de dieta e as únicas coisas que faço de diferente são sobremesas que levo quando vou almoçar a casa de alguém. É certo que dou sempre uma dentada, afinal tenho de dar a minha opinião, mas não é grande sacrifício para mim, pois não sou grande fã de sobremesas... é verdade é! ;) Sou mais de enchidos e charcutaria!!! =D
Alterei a base do semifrio, para ficar com uma trilogia de cores bonita ;) mas agora comparando a minha trilogia com a da receita original... acho que preferia as cores originais. =D
Eu pessoalmente gostei muito do semifrio... é um pouco difícil de cortar uma fatia até ao fundo porque a bolacha está bem prensada e o semifrio é muito leve. Mas combina muito bem em termos de sabor.
A receita veio do site Iguarias.


segunda-feira, 11 de maio de 2015

Tarte de Caramelo e Chocolate

10 comentários


Ingredientes

Base:
1 + 1/4 CUP de farinha
1/4 CUP de farinha de amêndoa
1/4 CUP de cacau em pó
1/4 CUP de açúcar
1 pitada de sal fino
110 g de manteiga fria cortada em cubos
1 ovo
1 colher de chá de extracto de baunilha
2 - 3 colheres de sopa de água gelada

Caramelo:
1 + 1/2 CUP de açúcar
125 ml de água
125 ml de natas gordas MG 35%
70 g de manteiga
1 colher de chá de sal grosso

Chocolate:
1 lata de leite condensado
6 gemas
200 g de chocolate negro
3 folhas de gelatina

Decoração:
30 g de chocolate negro



1. Para a massa, numa taça adicione a farinha, a amêndoa, o cacau, o açúcar e o sal e mexa com um garfo.
2. Adicione a manteiga e tente desfazê-la com o garfo o máximo que conseguir.
3. Adicione o ovo e o extracto de baunilha, volte a mexer com o garfo.
4. Junte a água fria e assim que estiver tudo bem ligado pode dar uma amassada com as mãos.
5. Embrulhe em película aderente e deixe repousar no frigorífico por 30 minutos.
6. Enquanto espera, unte uma tarteira com manteiga e polvilhe com farinha.
7. Estique a massa e forre a tarteira, senão conseguir tender a massa não se preocupe, vá forrando a tarteira com pedacinhos de massa até estar toda forrada.
8. Leve ao frigorífico por mais 30 minutos.
9. Ligue o forno a 180ºC.
10. Retire a massa do frigorífico, pique o fundo com um garfo, coloque um pedaço de papel vegetal por cima da massa e em cima do papel vegetal coloque grão seco (ou outro peso qualquer) e leve ao forno por 15 minutos.
11. Retire o peso e o papel vegetal e leve ao forno por mais 10 minutos.
12. Deixe arrefecer antes de desenformar (eu só desenformei antes de colocar na mesa).
13. Para o caramelo, num tachinho adicione o açúcar e a água e deixe ao lume até a calda estar de cor caramelo.
14. Retire do lume e adicione as natas, mexa e volte a colocar ao lume por 1 ou 2 minutos.
15. Retire do lume e acrescente a manteiga, mexendo até esta se dissolver na totalidade.
16. Acrescente o sal, mexa e verta o caramelo para a tarteira e leve ao frigorífico entre 4 a 5 horas (eu só precisei de 1hora)
17. Para o creme de chocolate, coloque as folhas de gelatina em água bem fria.
18. Numa taça junte o leite condensado e as gemas e mexa.
19. Parta a tablete de chocolate aos pedacinhos, coloque numa tacinha e leve ao microondas por 30 segundos. Retire,  mexa e leve ao microondas por mais 30 segundos. Retire, mexa e leve ao microondas por mais 30 segundos. Faça isto até o chocolate estar totalmente dissolvido (se está a pensar em fazer um atalho e colocar o chocolate no microondas sem parar e mexer NÃO FAÇA).
20. Adicione o chocolate derretido ao leite condensado e mexa.
21. Retire as folhas de gelatina da água, coloque-as no microondas por breves segundo, só para se derreterem, e adicione ao preparado, mexendo bem.
22. Verta o chocolate por cima do caramelo e leve ao frigorífico até assentar bem.
23. Para fazer as raspas, parta o chocolate em pedacinhos, leve ao microondas por 30 segundos, retire e mexa e repita este passo até o chocolate estar bem dissolvido.
24. Numa bancada fria, limpa e seca espalhe o chocolate, numa camada fina. Deixe arrefecer e antes de ficar totalmente frio raspe com uma faca fria, raspas irão se formar (sem querer deixei o meu chocolate arrefecer na totalidade).
25. Retire a tarte do frio umas 2 horas antes de servir para o caramelo não ficar duro e decore com as raspas de chocolate.



Nota: Escrevi tanto!! Parece difícil e complicada mas não é!! A base é parte mais chata de fazer, especialmente a forrar! Mas paciência que é possível!
Em relação às quantidades, sem querer deitei o papel com as conversões para o lixo =( Mas hoje em dia já se encontram à venda medidores com as medidas de "cups" eu comprei no continente por 2€. Para além dessa, a minha máquina de fazer pão trazia um medidor com essas medidas.
Vi esta receita no You Tube, também vou deixar aqui o video para poderem ver. É óbvio que uma pessoa fica logo vidrada e a babar sobre o teclado... e mesmo a calhar porque tinha um almoço para ir e aproveitei para a testar!
Eu alterei o creme de chocolate por 2 razões: 1ª - a tarteira usada no vídeo era bem mais pequena que a minha (24cm), ou seja, eu iria ficar com uma tarte meio cheia. 2ª - Não apreciei a ideia de ser só chocolate derretido com natas. Mas a minha alteração deu os seus frutos, porque, não só consegui encher a minha tarteira como ficou DIVINAL! Esta tarte é mesmo um MUST! Foi muito elogiada. 
Sem dúvida a repetir quando houver a oportunidade... e nessa próxima vez eu coloco as conversões!

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Charlote de Whisky e Chocolate

13 comentários

Ingredientes:
1 torta de chocolate
26 palitos de champanhe
100 g de açúcar
1 lata de leite condensado cozido
5 gemas
500 ml de natas
250 ml de whisky (usei 150 ml)
6 folhas de gelatina incolores
1 embalagem de "maltesers" do intermarché (tem mais quantidade)

1. Coloque as folhas de gelatina em água fria.
2. Em banho maria, bata as gemas com o açúcar até ficar esbranquiçado.
3. Continuando em banho maria, adicione o whisky e a lata de leite condensado cozido e bata mais um pouco.
4. Retire as folhas de gelatina da água, e leve-as a derreter no microondas sem deixar ferver, junte depois ao preparado e bata mais um pouco para ficar tudo bem incorporado.
5. Pode retirar o preparado do banho maria e reserve.
6. À parte batas as natas até ficarem bem cremosas.
7. Adicione as natas ao preparado inicial e envolva muito bem, reserve no frio ficando sempre de olho e mexendo várias vezes para não solidificar... neste momento o creme estará demasiado líquido para colocar na forma por isso a ideia é que o creme fique espesso, mas não em demasia.
8. Enquanto espera, corte uma das pontas dos palitos de champanhe e disponha-os numa forma de aro amovível.
9. Agora que o creme está mais espesso, coloque uma camada fina no fundo da forma, empurrando bem o creme contra os palitos.
10. Corte a torta em fatias finas, e disponha sobre o creme uma camada.
11. Cubra com metade do seu creme, faça mais uma camada com a torta e por fim cubra com o restante creme.
12. Leve ao frio até solidificar.
13. Antes de servir, cubra com os "maltesers" e decore com uma fita a gosto.


Nota: A teleculinária nunca me falha! Esta receitinha veio do site deles e foi um sucesso. Apenas cortei na quantidade de whisky porque tive receio, mas achei que estava bem assim, o saborzinho do whisky estava lá. Numa próxima vez poderei adicionar 200 ml... mas não os 250 ml. 
Uma sobremesa que levei para casa de amigos e apesar de ter tirado uma foto do interior... não me senti confortável para cortar uma fatia e tirar centenas de fotos... por isso, tirei uma bem rápido só para que vocês pudessem visualizar o interior... o contraste entre o castanho e o creme... lindo e SABOROSO! 








quarta-feira, 22 de abril de 2015

Pão de Ló Margaride (versão curta)

4 comentários

Ingredientes:
10 gemas
5 ovos
200 g de açúcar
110 g de farinha
1 limão (raspa)
Sal fino q.b.
Manteiga para untar
Farinha para polvilhar
Papel vegetal para forrar

1. Ligue o forno a 180ºC.
2. Unte uma forma de 24 com manteiga, forre o fundo da forma com papel vegetal, volte a untar com manteiga e polvilhe com farinha.
3. Bata as gemas com os ovos e um pitada de sal fino, até obter uma textura cremosa e volumosa.
4. Junte o açúcar e a raspa do limão e bata mais um pouco.
5. Envolva a farinha peneirada.
6. Verta o preparado para a forma e leve ao forno cerca de 25 a 30 minutos.
7. Retire do forno, deixe arrefecer e desenforme morno.


Nota: Tenho tantos ovos!!!! As galinhas da minha sogra estão a produzir ovos com uma tiragem impressionante!! Portanto, aproveitei para testar uma receita que já tinha há muito tempo em lista de espera...
Ao pesquisar um pouco da história deste tipo de pão de ló, vejo que esta receita não é a verdadeira (a verdadeira leva 19 gemas)... mas continua a ser um pão de ló! E eu adoro pão de ló! Tão simples mas tão bons... 

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Pavlova de Chocolate

10 comentários

Ingredientes:
5 claras em temperatura ambiente
1/4 colher de chá de cremor tártaro
200 g de açúcar fino
1 colher de chá de vinagre
1 colher de chá de extracto de baunilha
1 colher de chá de amido de milho
25 g de cacau em pó
30 g de pepitas de chocolate (opcional)

Cobertura:
200 ml de natas com MG 35% a 40%
Açúcar a gosto
Fruta a gosto (usei mirtilos, groselhas e morangos)

1. Ligue o forno a 150ºC.
2. Numa folha de papel vegetal, desenhe um círculo de 18 cm usando uma forma ou um prato. Vire o papel vegetal ao contrário, de forma que o círculo fique virado para baixo.
3. Numa taça média/grande bata as claras e o cremor tártaro, em velocidade média, até estar com aspecto de espuma.
4. Adicione o açúcar aos poucos, usando uma colher de sopa de cada vez, continuando sempre a bater as claras em velocidade alta. Bata até obter um merengue forte e brilhante. Coloque um pouco de merengue entre o indicador e o polegar e friccione para testar se ainda sente o açúcar. Se sentir terá que bater as claras até deixar de sentir (por esta razão é melhor usar açúcar fino).
5. Adicione a baunilha e o vinagre e bata até estar incorporado.
6. Peneire o amido de milho e o cacau, aos poucos de cada vez, e envolva ao merengue usando uma colher ou espátula.
7. Adicione as pepitas e envolva.
8. Antes de colocar o merengue no papel vegetal, vai colar o papel ao tabuleiro do forno. Para isto, coloque uma colher de café de merengue nos cantos do papel vegetal e pressione. Não se esqueça que o círculo desenhado no papel vegetal é para ficar virado para baixo.
9. Coloque agora o merengue sobre o papel vegetal, dentro do círculo desenhado.
10. Coloque o merengue no forno e reduza o forno para 120ºC.
11. Deixe cozinhar por 2 horas.
12. Desligue o forno, abra ligeiramente a porta do forno, entalando um pano de cozinha, e deixe arrefecer totalmente.
13. Pouco antes de servir a Pavlova, bata as natas bem batidas, adicionando açúcar a gosto.
14. Coloque as natas por cima da Pavlova e decore com fruta a seu gosto.
15. Sirva de imediato porque esta sobremesa não aguenta bem o peso (por isso é que só coloca as natas mesmo antes de servir).




Nota: Gostava tanto de ter umas fotografias mais bonitas! Estava tão bonita a minha Pavlova!! Mas o almoço da Páscoa foi em minha casa e, como devem imaginar, não dava bem para estar a tirar 1001 fotografias... tirei as fotos a correr... ;(
ADOREI esta sobremesa! Apesar de parecer longa e complicada... é muito simples de fazer. Demorei cerca de 10 minutos a fazê-la! Leva é muito tempo no forno. Mas para ocasiões especiais é bem merecido.
Irei obviamente voltar a fazer... por isso espero para a próxima conseguir fotos mais elegantes e bonitas.
A receita veio do site Joy of Baking... com direito a vídeo também... que deixo aqui para quem quiser assistir.





quarta-feira, 1 de abril de 2015

Bifes à Presunteiro

10 comentários

Ingredientes (2 pessoas):
2 bifes da vazia
4 fatias de presunto
3 dentes de alho
2 folhas de louro
1 colher de café de mostarda
60 ml de vinho branco
1 colher de chá de vinagre (usei balsâmico)
Manteiga q.b.
Azeite q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.

1. Tempere os bifes com sal.
2. Numa frigideira, leve ao lume um fio de azeite, os alhos esmagados e as folhas de louro partidas e deixe aquecer bem.
3. Frite as fatias de presunto de ambos os lados, retire e reserve.
4. Na gordura que ficou, junte uma nozinha de manteiga, deixe derreter, e frite os bifes ao seu gosto em lume médio/alto.
5. Retire os bifes para pratos individuais e tempere-os com pimenta moída na hora.
6. Ao molho que sobrou na frigideira, junte o vinho branco, a mostarda e mais uma nozinha de manteiga (se achar necessário) e mexa até ficar bem dissolvido.
7. Acrescente o vinagre e retire do lume.
8. Regue os bifes com este molho, coloque 2 fatias de presunto em cima de cada bife e sirva os pratos acompanhados com batatas fritas em rodelas.


Nota: Receitinha bem gulosa vinda do blogue Sabor Intenso com direito a vídeo e tudo. Estava reticente quanto ao molho, porque levava vinagre e o xuxu detesta vinagre, e fiquei com receio que ele não comesse por causa disso... mas ele nem reparou!!!! ;) TOP!!


segunda-feira, 30 de março de 2015

Folar de Amêndoa

9 comentários


Ingredientes:
120 g de leite
2 ovos
40 g de manteiga semi-derretida
400 g de farinha (ler nota!)
100 g de amêndoa picada
1 saqueta de fermento de padeiro
150 g de açúcar
1 pitada de sal fino

1 ovo batido para pincelar
50 g a 100 g de amêndoa picada para polvilhar

1. Coloque 100 g de amêndoa picada no triturador e desfaça a amêndoa.
2. Coloque os ingredientes na cuba da MFP pela ordem indicada e selecione o programa "amassar".
3. Findo o tempo, ligue o forno a 50ºC.
4. Retire a massa, e molde-a da forma que quiser.
5. No tabuleiro do forno, disponha de uma folha de papel vegetal, polvilhe com farinha e transfira o folar.
6. Pincele o folar com o ovo batido e polvilhe com bastante amêndoa.
7. Leve ao forno por 15 minutos a 50ºC, e depois aumente para 180ºC e deixe cozer cerca de 30 minutos.


Nota: Em primeiro lugar, a receita original veio do blogue Sítio do Sol que me cativou logo com um lindo folar trançado.
Segundo, ainda bem que decidi aumentar o açúcar!! Eu sei que os folares levam pouco açúcar, e por isso mesmo decidi aumentar para 150g, e mesmo assim o xuxu disse que tinha pouco açúcar, eu achei que, para um folar, estava no ponto certo!
Terceiro, o tempo do forno e a quantidade de amêndoas a polvilhar vai variar dependendo da forma que der ao folar. Se fizer um folar comprido, vai precisar de mais amêndoa e o tempo no forno será o da receita. Se fizer uma bola como eu (aliás o meu folar estava com efeitos, mas desapareceram ao cozer) leva menos amêndoa mas mais tempo a assar, eu precisei de mais 10 minutos.
Quarto e mais importante, a quantidade de farinha indicada na receita original é de 370g, eu aumentei aqui para 400g, CONTUDO, eu usei bem mais! Isto porque quando retirei a massa da máquina ela estava muito líquida. Eu tive de adicionar muito mais farinha, mas não sei quanto usei porque fui adicionando até a massa deixar de colar. Não sei onde está o problema, porque segundo a Psychic, que publicou a receita, ela já a fez várias vezes!! Com a excepção do açúcar, segui a receita à risca...
Em termos de saber, adorei! Os meus pais também gostaram muito.


terça-feira, 24 de março de 2015

Bolo de Cenoura e Laranja

11 comentários

Ingredientes:
400 g de açúcar (ler nota)
240 ml de óleo
125 g de cenoura
1 laranja (casca)
5 ovos
300 g de farinha
1 colher de chá de fermento

Calda
3 laranjas (sumo)
1 limão (sumo)
100 g de açúcar

1. Ligue o forno a 180ºC.
2. Descasque as cenouras e depois rale-as.
3. No triturador, liquidificador ou semelhante, junte a cenoura ralada, a casca fina da laranja e o óleo e desfaça tudo numa papa.
4. Bata o açúcar com os ovos e depois adicione parte da farinha, parte do preparado de cenoura, o resto da farinha e o resto do preparado da cenoura, batendo entre cada adição.
5. Adicione o fermento e mexa.
6. Unte uma forma com manteiga e polvilhe com farinha.
7. Verta o preparado para a forma e leve ao forno até estar cozido, entre 45/50 minutos.
8. Enquanto arrefece um pouco, coloque ao lume o açúcar e os sumos e aqueça até o açúcar se dissolver.
9. Retire o bolo da forma e regue-o com a calda.


Nota: Esta receita veio do site dos Petiscos e tive de a adaptar ao meu jeito uma vez que ela estava detalhada para a bimby. 
A receita original pede 2 chávenas de açúcar, o que corresponde a 400g de açúcar, e eu usei... contudo, mais as 100g da calda, o bolo ficou muito doce... e olhem que eu adoro açúcar! 
Eu penso que, se usar a calda, pode reduzir o açúcar do bolo para 300g. Senão usar a calda, penso que ficará bem assim.
Apesar de ser um bolinho de cenoura, os únicos sabores que se salientaram foram, claramente, os citrinos da calda! Bem potentes! Humm delicioso!
Optei por virar o meu bolo do avesso para a calda penetrar melhor... 
Adorei esta receita... será para repetir certamente!!

quinta-feira, 19 de março de 2015

Entrecosto no Forno

10 comentários

Ingredientes (2 pessoas):
1 tira de entrecosto (+/- 600g)
600 g de batatinhas
2 colheres de sopa de massa de pimentão
2 colheres de sopa de banha
1 folhas de louro
5 dentes de alho
200 ml de vinho branco
6 grãos de pimenta
Sal q.b.
Azeite q.b.
Colorau q.b.
Tomilho q.b.

1. Corte o entrecosto às tiras.
2. Tempere com sal, a massa de pimentão, os alhos às rodelas, o louro partido, a pimenta e o vinho, mexa e deixe marinhar uns 30 minutos.
3. Descasque as batatinhas, lave-as e coloque-as no tabuleiro refractário, tempere-as com um pouco de sal, pimenta moída e colorau.
4. Junte o entrecosto e a marinada às batatas.
5. Regue com um fio de azeite e a banha derretida.
6. Adicione uns raminhos de tomilho.
7. Leve ao forno a 190ºC cerca de 50 minutos.

Nota: Mais uma receitinha fantástica inspirada no site dos Petiscos. Nós adoramos esta receita! Mais uma daquelas que pode ser servida a um domingo!
Fica aqui a nota (para mim que sou esquecida) que se optar por aumentar a quantidade de entrecosto e batatas que apenas tenho de aumentar a quantidade do vinho. Não vejo necessidade de aumentar os restantes ingredientes.
Não sei se já repararam mas estou a tentar ser mais assídua no meu blogue... a tentar... ;)

quarta-feira, 18 de março de 2015

Sopa de Cogumelos

5 comentários

Ingredientes:
600g a 700g de legumes (usei cenoura e batata)
1/2 cebola pequena
100 g de chouriça
150 g de cogumelos frescos laminados (brancos)
2 mãos cheias de massinhas cotovelo
1 litro água (+/-)
Azeite q.b.
Sal q.b.

1. Comece por cortar a cebola em luas finas e refogue-a num fio de azeite.
2. Descasque, lave e corte em cubos os legumes, adicione ao refogado e mexa.
3. Adicione a água e a chouriça, tempere com sal e deixe cozer cerca de 15 minutos com a panela tapada.
4. Findo o tempo, retire a chouriça, e triture os legumes. Reveja o tempero e se precisa de adicionar mais água.
5. Volte a colocar a panela em lume brando, adicione as massinhas, a chouriça cortada às rodelas e os cogumelos e deixe cozer por cerca de 10 minutos, mexendo ocasionalmente.


Nota: Veio mesmo a calhar com esta chuvazinha... não é a primeira vez que faço sopa de cogumelos, já fiz uma outra de batata doce e cogumelos também divina... mas não tirei fotos e já não sei da receita... típico meu... por isso é que criei o blogue!
Tenho uma amiga, Sofia, que está a aprender a cozinhar ao 30 aninhos e fiquei chocada quando ela não sabia fazer sopas... «Porque a minha sopa não fica amarela!!!! Porquê????? Fica da cor da água!!!» Eu respondi que tal não era possível! Depois enviou-me uma foto... e ai eu percebi!!! Ela tinha cozinhado os legumes mas ainda não tinha triturado!! kkkkkkkkk Era uma panela de água com legumes a boiar! kkkkkk
Por isso, a pensar em meninas como tu Sofia, deixei até a quantidade da água!! ;)

sexta-feira, 13 de março de 2015

Coelho no Forno

5 comentários

Ingredientes:
1 coelho
1/2 cebola
3 dentes de alho
300 ml vinho rosé
2 folhas de louro
2 colheres de sopa massa de pimentão
Azeite q.b.
800 g de batatinhas para assar
Azeite q.b.
Pimenta q.b.
Sal q.b.

1. Corte o coelho em pedaços, lave-o e depois tempere com sal, os alhos esmagados, a pimenta moída, o vinho rosé, a massa de pimentão, as folhas de louro e um fio de azeite, mexa e deixe marinar cerca de 40 minutos.
2. Descasque as batinhas.
3. Num tabuleiro de ir ao forno, disponha da cebola cortada em luas grossas, as batatinhas, o coelho e a marinada.
4. Leve ao forno a 180ºC durante 1hora a 1h30, mexendo a meio da cozedura.


Nota: GOSTEI TANTO! Fiquei tão contente de ter ficado tão bom! Daqueles comerzinhos óptimos para convidar a família para almoçar a um domingo!! VERY HAPPY! Coelho tenrinho... humm
Fui buscar a receitinha ao Petiscos!! Acompanhei com um arrozinho de grelos. TOP

terça-feira, 10 de março de 2015

Bacalhau à Gomes de Sá

10 comentários

Ingredientes:
500 g de bacalhau (usei lascas salgado)
5 batatas médias
2 cebolas
2 dentes de alho
1 folha de louro
3 ovos cozidos
Azeite q.b.
Salsa q.b.
Leite q.b.
Azeitonas pretas q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.

1. Coloque as lascas de bacalhau a demolhar (4 horas numa bacia de +/- 4 litros de água).
2. Ferva leite em quantidade suficiente para cobrir o bacalhau e deixe na infusão por cerca de 1hora.
3. Coloque as batatas e o ovos a cozer em água temperada.
4. Entretanto, leve a alourar, em bastante azeite, as cebolas cortadas às rodelas finas, os alhos picados e a folha de louro partida.
5. Após as batatas estarem cozidas, pele-as e corte-as em rodelas.
6. Ligue o forno a 200ºC.
7. Junte o bacalhau, escorrido, às cebolas e deixe cozinhar uns minutos mexendo.
8. Junte as batatas e a salsa picada e vá envolvendo (cerca de 5 minutos).
9. Tempere com sal fino e pimenta.
10. Verta tudo para um refractário, junte as azeitonas e os ovos descascados e cortados em rodelas e leve ao forno bem quente por 10 minutos.


Nota: GOSTO TANTO deste prato. Mas deu mais trabalho do que esperava. Já o fiz outras vezes mas numa versão rapidex. Aqui optei por demolhar o bacalhau, cozer as batatas inteiras e com casca, o que não aprecio porque para além de levar muiiiito mais tempo a cozer, elas ficam totalmente insossas... mas depois percebi... deste modo elas ficam mais resistentes quando as estamos a envolver ao bacalhau!! Temperando com sal fino consegui dar tempero às batatas sem salgar o bacalhau.
Foi buscar a receita ao Petiscos.

quinta-feira, 5 de março de 2015

Deliciosos

10 comentários

Ingredientes:
300 g de açúcar
50 g de manteiga
2 ovos
100 g de farinha
1 colher de sopa de amido de milho
1 limão (raspa)
300 ml de leite morno
1 colher de chá de fermento

1. Unte cerca de 22 forminhas e polvilhe-as com farinha.
2. Ligue o forno a 180ºC.
3. Numa tigela bata o açúcar com a manteiga amolecida.
4. Adicione os ovos, o leite, a farinha, o amido de milho, o fermento e a raspa do limão e bata bem.
5. Verta o preparado para as forminhas enchendo 3/4.
6. Leve ao forno até dourarem (atenção que levam pouco tempo no forno).


Nota: Já tinha publicado este receita em 2009... mas gosto tanto dela que decidi renová-la. Estes são os famosos queques que deram vida a este blogue! Enquanto solteira, fartei-me de fazer esta receita! Na primeira vez que os fiz na minha casa, coloquei-os no forno e fui jantar a casa da minha mãe (que morava a 50 mt)... jantamos e na altura da sobremesa a minha mãe pergunta: «não estavas a fazer alguma coisa no forno?» A minha cara caiu no chão e sai disparada para casa... mas NÃO DAVA PARA ENTRAR COM TANTO FUMO!! A custo entrei para desligar o forno e abrir as janelas! Vocês não estão bem a ver! Em vez de queques tinha feito carvão!! LOL E por isso mesmo o blogue se chama Desastres Culinários =D
Relativamente a esta receita... adoro mesmo. Muito simples de fazer, cozinham num instante e tem uma textura de "quase" tigelada mas não chega a ser! 
Uma óptima receita para fazer com os mais pequenitos! ;)






quarta-feira, 4 de março de 2015

Bolo Mármore

8 comentários

Ingredientes:
2 chávenas de chá de farinha
2 chávenas de chá de açúcar
1 chávena de chá de óleo
1/2 chávena de chá de cacau/chocolate em pó
5 ovos
Leite q.b.

1.  Ligue o Forno a 180ºC.
2. Bata 4 gemas com o açúcar.
3. Junte o óleo, depois a farinha e o ovo restante (se a massa estiver ainda demasiado espessa, adicione um pouco de leite).
4. Batas as 4 claras em castelo e envolva-as na massa delicadamente.
5. Divida a massa em duas partes, e numa delas adicione o cacau/chocolate.
6. Verta, alternadamente, as massas para uma forma untada com manteiga e polvilhada com farinha.
7. Leve ao forno entre 35 a 45 minutos, vá verificando com o palito.


Nota: Receita que fui buscar Kichenet... a foto atraiu-me de imediato. Contudo, ao fazer a receita achei que havia algo de errado... tinha a massa muito seca! Então aumentei a quantidade de óleo e acrescentei 1 ovo... lá obtive a consistência que achava correcta e foi para o forno. 
Mas em termos de sabor achei ma-ra-vi-lho-so! Muito fofinho e com uma crostinha maravilhosa!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Zumba!!!

5 comentários







quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Pudim de Leite

12 comentários

Ingredientes:
1 litro de leite
4 ovos
1 lata de leite condensado
2 colheres de sopa de amido de milho
1 chávena de chá de açúcar
Água q.b.

1. Ligue o forno a 190ºC e coloque lá dentro um tabuleiro com água.
2. Comece por fazer o caramelo, colocando o açúcar com um pouquito de água ao lume até obter caramelo.
3. Enquanto isso, dissolva o amido de milho num pouco de leite frio. Reserve.
4. Leve o restante leite ao lume.
5. Assim que obtenha o caramelo no ponto, calce uma luvas, e forre a forma de 24 cm com o caramelo.
6. Junte os ovos, o leite condensado e o amido de milho dissolvido e misture bem (usei batedeira).
7. Vá juntando o leite quente aos poucos com a batedeira ou liquidificador ligado (usei batedeira e depois ainda usei a varinha mágica).
8. Verta o preparado na forma e leve ao forno, em banho maria, cerca de 35 a 40 minutos.


Nota: Gosto muito de pudins e acho-os muito fáceis de fazer... mas ultimamente tenho sido "gozada" porque andava a testar receitas que só levavam 500 ml de leite numa forma de 24cm... conseguem imaginar... os pudins ficavam minúsculos!! Mas eu não queria usar a minha forma canelado, e também não queria comprar mais formas (já não cabe mais nada nessa gaveta)... então procurei uma receita que levasse 1 litro de leite... FOI DIFÍCIL!!!! Lá encontrei uma no site da Globo, mas com 2 comentários desmoralizadores... ainda assim decidi testar porque acreditei na receita.
Eu fiquei orgulhosa do meu pudim!!!! Achei tão lindo! Grande! Leve! 5*****

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Pipocas Caramelizadas

8 comentários


Ingredientes
1 mão cheia de milho de pipocas
Óleo q.b.
1 chávena café de açúcar
2 colheres de sopa de glucose
1 colher de chá de vinagre (usei de sidra)

1. Coloque um fio de óleo numa panela grande e com tampa, e deixe aquecer bem.
2. Junte o milho, coloque a tampa e espere pelo festival, abanando a meio. Coloque as pipocas numa taça e reserve-as.
3. Num tachinho pequeno, adicione o açúcar, a glucose e o vinagre e deixe ao lume até obter o ponto de fio.

4. Verta aos poucos esta mistura sobre as pipocas, mexendo-as com uma "colher de pau", elas vão-se agarrar umas ás outras, mas facilmente se desprendem.


Nota: O meu xuxu adora pipocas e é vidrado pelas do cinema city. Então das poucas vezes que me atrevo a fazer ele compara-as sempre com as do cinema... o que eu não acho nada justo!! Estou eu a fazer um favor ao menino e ainda reclama!! Por isso mesmo, o que faço muitas vezes é comprar picocas já prontas a comer ;)
Desta vez, a Conceição Maria, deixou-me um comentário numa outra receita que tenho de pipocas, onde dizia que feitas com glucose ficavam iguaizinhas às do pacote (não às do cinema)... Fiquei muito curiosa e andei a pesquisar e descobri uma receita fabulosa que hei-de experimentar em breve... mas levava muito tempo a fazer!! Neste dia queria algo mais rápido, então encontrei no blog Cozinhando com Dona Nega uma receita mais ao meu gosto... contudo tinha só uma mão cheias de milho em casa e adaptei a receita... Resultado: iguaizinhas às do pacote!!! Maravilha! Eu gostei muito!