quarta-feira, 19 de março de 2014

Hambúrguer com Molho de Pimentas

12 comentários

Ingredientes para 4 hamburguers:
500 g carne vaca picada
1 ovo batido
1 dose de knorr granulado de carne
Oregãos q.b.
Sal q.b.
Mistura de pimentas q.b.

Ingredientes para o molho:
200 ml de natas
2 colheres de sobremesa de molho de pimentas
1 colher de sobremesa de molho cocktail
Mistura de pimentas q.b.

1. Numa taça, adicione à carne o ovo batido e tempere-a com sal, oregãos, a mistura de pimentas moídas na hora e o knorr granulado e envolva tudo sem "moer" e sem apertar a carne.
2. Estenda um saco de plástico transparente sobre a tábua (para auxilio) e estenda uma porção de carne sobre o plástico e espalme de forma a obter cerca de 1,5 cm de altura, tentando não compactar muito a carne.
3. Pegue num aro, forma, taça, com mais ou menos 10 cm de diâmetro, e pressione sobre a carne para formar o hambúrguer retirando a carne excedente. Repita este passo na restante carne, deverá dar para 4 hamburguers.
4. Numa frigideira de grelha, aqueça um fio de azeite e deixe aquecer bem.
5. Coloque os hamburguers a fritar alguns minutos antes de virar (é importante que vire os hamburguers o mínimo de vezes possível). Quando estiverem dourados de ambos os lados retire e reserve.
6. Numa tigela junte o molho de pimentas, o molho de cocktail e mexa, vá adicionando as natas aos poucos e mexendo frequentemente para ficar tudo bem envolvido, e tempere com bastante mistura de pimentas moídas na hora.
7. Junte estas natas à gordura que ficou na frigideira e, com o lume brando, mexa até que a gordura e o molho se misturem totalmente ficando com um tom de caramelo maravilhoso.
8. Sirva os hamburguers cobertos com este molho.


Nota: Adoro adoro adoro o meu molho de pimentas!!! Lembrei-me de experimentar a fazer hamburguers... uma vez que nunca tinha feito. Fui para o youtube ver receitas e vi vários vídeos a ensinarem a fazê-los... Tirei ideias de alguns vídeos e decidi experimentar cá em casa... acompanhado com o meu molho de pimentas!!
Não estou satisfeitas com as fotos =( não fazem a justiça merecida... estavam muito bons os meus hambuguers! Aprovadíssimos!

sexta-feira, 14 de março de 2014

Salada com Fettuccine

6 comentários

Ingredientes:
3 coxas de frango
1/2 pimento vermelho
10 vagens de feijão verde
1/2 frasco de azeitonas verdes descaroçadas
1 (ou 2) mão cheia de amêndoas inteiras com pele
1/2 cenoura pequena
1/2 cebola
1 dente de alho
Fettuccine q.b.
Molho de soja q.b.
Vinagre balsâmico q.b.
Knorr de frango em pó q.b
Sal q.b.
Azeite q.b.

1. Pique a cebola e o dente de alho e leve a refogar num fio de azeite.
2. Corte as coxas de frangos em pedaços pequenos, eliminando os ossos e a pele.
3. Junte carne ao refogado, tempere com sal, 1 colher se chá de knorr em pó de frango, 1 bom fio de molho de soja e uma pitada de vinagre balsâmico e deixe cozinhar em lume brando.
4. Leve uma panela com água ao lume e quando ferver tempere com sal e 1 colher sopa rasa de knorr de frango em pó.
5. À água junte o feijão verde e a cenoura cortados em cubos e, por fim, a massa e deixe cozinhar.
6. Entretanto o frango deve estar cozinhado, altura em que vai adicionar o pimento, cortado em tiras, e deixe cozinhar mais um ou dois minutos. Desligue e adicione as amêndoas e as azeitonas. Reserve.
7. Quando a massa e os legumes estiverem cozidos, escorra a água.
8. Adicione a carne e o molho dela à massa reservada e envolva bem todos os ingredientes, em lume brando (tempere com mais um pouco de molho de soja se necessário).


Nota: Eu adoro massas... mas infelizmente o xuxu não aprecia nada... come esparguete com muita sorte...
Mas ontem apetecia-me massa... e pensei que já que ia fazer um prato, que muito provavelmente só eu ia gostar, porque não usar os meus ingredientes favoritos? Como os pimentos, azeitonas, amêndoas e até o molho de soja! Resumidamente, inventei a meu favor. =D
Geralmente ele nunca diz se o comer está ou não bom (embora eu ache que todos os homens (ou vice versa) o deveriam fazer, afinal nós temos de fazer o jantar todos os dias e um elogio cai sempre bem e dá-nos algum crédito merecido). Sem termos de perguntar!!!
Obviamente, não espera que ele dissesse que estava bom, até porque sei que não aprecia massas... Mas quando levantei o meu prato oiço a seguinte frase «está muito bom o teu comer» e eu viro-me imediatamente e pergunto «o quê?» - estava tão incrédula!!!! =D =D =D
Já estou a postar a receita aqui para nunca mais me esquecer!!! =D

quarta-feira, 5 de março de 2014

Bolo de Nozes

12 comentários

Ingredientes:
Bolo:
130 g de miolo de noz triturado
150 g de manteiga
150 g de açúcar
3 ovos
1 gema
150 g de farinha
1 colher de café de fermento
1 cálice vinho do porto

Cobertura:
150 g de miolo de noz inteiro
250 g de açúcar
100 ml de água

1. Ligue o forno a 180ºC.
2. Unte uma forma, tipo bolo "inglês" e povilhe-a com farinha.
3. Bata a manteiga com o açúcar e junte os ovos, um a um, incluindo a gema, batendo sempre entre cada adição.
4. Acrescente a farinha peneirada com o fermento.
5. Junte o cálice do vinho do porto e as nozes e envolva bem.
6. Verta a massa para a forma e leve ao forno aproximadamente 45 minutos.
7. Após cozido, deixe arrefecer.
8. Para a cobertura, coloque num tacho o açúcar e a água e leve a lume brando até obter o ponto de caramelo.
9. Distribua as nozes inteiras sobre o bolo e regue com o caramelo.


Nota: Bem, que posso eu dizer? Eu achei que o bolo ficou soberbo! LINDO!!
Em termos de sabor... bolo húmido com pedacinhos crocantes de nozes e o doce do caramelo?
Este bolo é perfeito mesmo sem a cobertura. 
Em relação à cobertura, eu estava com receio, porque sabia que o caramelo ia endurecer assim que o colocasse sobre o bolo... mas não ficou rijo... como o caramelo escorre, a camada que fica sobre as nozes é fininha tornando as dentadas bem agradáveis. O que escorreu ficou no tabuleiro e o meu xuxu adorou raspar o caramelo do tabuleiro e comer como se fossem chupas-chupas!
Na altura em que estava a fazer o caramelo pensei em colocar um pouco de natas... para tornar a cobertura pegajosa e não rija... mas optei por confiar na receita. Numa próxima vez, talvez o faça... penso que ficará ainda mais maravilhoso.
Esta maravilhosa receita veio de uma revista especial natal muitooooo antiga da minha irmã Teresa.