terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Torta de Chocolate

20 comentários



























Ingredientes:

Torta:
6 ovos
250 g de açúcar
100 g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó

Recheio e cobertura:
- Opção 1:
200 ml de natas
200 g de chocolate negro
Açúcar q.b. (opcional)

- Opção 2:
1 mousse de chocolate instantânea


1. Pré aqueça o forno a 180 ºC.
2. Forre um tabuleiro de 30x30 com papel vegetal e reserve (acho melhor ser 40x30).
3. Bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura cremosa e fofa.
4. Adicione a farinha com o fermento e envolva bem, sem bater.
5. Verta a massa no tabuleiro e leve ao forno cerca de 10 minutos.
6. Para o creme opção 1, coloque as natas numa caçarola e leve ao lume até aquecer. Junte o chocolate partido aos bocados, e com o lume brando, vá mexendo até a mistura ficar bem incorporada e o chocolate ficar completamente derretido. Retire do lume e reserve.
7. Para o creme opção 2, é só preparar a mousse seguindo as instruções da embalagem.
8. Assim que a torta sair do forno, desenforme sobre um pano de cozinha e recheie com uma parte do creme.
9. Enrole de imediato, com a ajuda do pano, e aguarde que arrefeça.
10.Transfira a torta para um prato de servir, cubra a torta com o restante creme (usei um pincel para espalhar) e decore a gosto.




























Nota: Na verdade esta receita é de um tronco de Natal que encontrei no blogue Pão e Beldroegas... mas não resisti aquele aspecto maravilhoso e acabei por fazer a torta... sem fazer a decoração natalícia.
Como o meu xuxu adora mousse de chocolate eu optei pela segunda sugestão. Esta torta é uma verdadeiro pão de ló, muito fofinho. E manteve-se fofinho ainda uns dias... não tivemos habilidade de comer a torta toda =(
Apesar de ter usado uma forma de 30x30, penso que uma de 40x30 será melhor porque a massa cresce tornando a massa mais grossa e depois mais dificil de enrolar...
Mas era uma maravilha! =)

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Jardineira

12 comentários




























Ingredientes:
800 g carne de vaca para estufar
1 cebola
2 dentes alho
1 caldo de carne
100 ml de vinho tinto
500 g de batata
2 mãos cheias de ervilhas
1 cenoura grande
150 g de feijão verde
420 g molho de tomate (uso um molho para pizza da marca Fiorini do intermarché)
3 medidas do frasco (do molho de tomate) de água
Azeite q.b.
Sal q.b.

Receita para panela de pressão:
1. Corte a carne em cubos e tempere com sal.
2. Pique a cebola e os dentes de alho e refogue-os em azeite.
3. Regue com o vinho tinto e adicione o caldo de carne.
4. Assim que o caldo de carne se desfazer adicione o molho de tomate e a carne.
5. Adicione a água, feche a panela de pressão e deixe cozinhar em pressão durante 20 minutos.
6. Enquanto isso, corte as batatas, a cenoura e o feijão verde em cubos.
7. Findo o tempo, desligue o lume, tire a pressão da panela, e adicione os legumes.
8. Verifique o tempero e volte a fechar a panela de pressão e deixe cozinhar por mais 7 minutos.
9. Retire e sirva.






























Nota: Já ando para postar esta receita há uma eternidade... é hoje... é amanhã...
Não é das minhas refeições predilectas... mas a receita é muito boa =)
Nem sempre uso o feijão verde, mas os restantes legumes não falham...
O molho de tomate que customo usar é da marca Fiorini do intermarché... já usei o de bolonhesa... o de pizza... qualque um dá.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Paella

14 comentários




























Ingredientes:

8 colheres de sopa de azeite
1 cebola picada
1 alho picado
1 tomate maduro picado
4 pernas + 4 coxas de frango
400 g de argolas de lulas
1 tira de entremeada cortada em pedaços
150 g de feijão verde cortado em pedaços
1/2 pimento vermelho cortado em tiras
12 camarões
900 g mexilhões (não coloquei)
3 chávenas de chá de arroz estufado/vaporizado (400 g)
6 chávenas de chá de água (500 ml)
6 delícias do mar cortada em cubos
100 g de miolo camarão
Açafrão q.b.
Sal q.b.
2 limões

1. Prepare todos os ingredientes, isto é, cortar e picar.
2. Numa paellera leve o azeite ao lume e deixe aquecer, junte a cebola e deixe refogar um pouco.
3. A meio do refogado junte o tomate e o alho e deixe refogar tudo cerca de 5 minutos.
4. Depois de tudo refogado, junte a entremeada aos pedacinhos e deixe fritar um pouco.
5. Junte o frango, tempere com um pouco de sal e deixe fritar um pouco de ambos os lados, em lume baixo.
6. Junte as argolas de lulas e o feijão verde.
7. Tempere com um pouco de açafrão e deixe cozinhar cerca de 10 minutos.
8. Passado os 10 minutos vire novamente o frango e deixe cozinhar mais 5 minutos.
9. Passado os 5 minutos, junte o arroz (já lavado), as delícias do mar e o miolo do camarão e polvilhe com mais açafrão e junte a água.
10. Coloque o lume no máximo e deixe ferver durante 10 minutos.
11. Findo o tempo, junte as tiras de pimento e os camarões, tempere com um pouco de sal.
12. Por cima, coloque os mexilhões e deixe cozinhar até os camarões ficarem cozidos e os mexilhões abertos, convém baixar o lume.
13. Depois dos mariscos cozinhados, esprema um limão por cima da paella e apague o lume.
14. Decore com o limão restante.





























Nota: Adoro paella... finalmente decidi fazê-la!! E, modéstia à parte, ficou fabulosa! Segui a receita (quase) à risca do blogue Sabor Intenso, com direito a vídeo e tudo!! Apenas não coloquei os mexilhões (porque não apreciamos) e adicionei umas delícias do mar e o miolo de camarão.
Não me apeteceu ir buscar a paelleira e acabei por usar uma frigideira larga o que serve perfeitamente se não tiver uma paelleira.
Apesar de no fim de colocar os camarões e se temperar com sal, eles ficaram completamente insossos (uma desilusão), pelo que, eu acho que o ideal é: ou você coze-os primeiro ou compre-os já cozidos! Receita impecável!

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Serradura

9 comentários





























Ingredientes:
1 lata de leite condensado
6 folhas de gelatina (3 ou 4 chegam)
600 ml de natas
1/2 pacote de bolachas moído

1. Coloque as folhas de gelatina em água fria.
2. Batas as natas até ficarem bem firmes.
3. Adicione o leite condensado e envolva muito bem.
4. Numa tigela junte 3 colheres deste preparado com as folhas de gelatina e leve ao microondas para derreter.
5. Verta a gelatina derretida nas restantes natas e envolva.
6. Em tacinhas individuais coloque um pouco de bolacha moída, uma camada de natas, outra de bolacha, outra de natas e assim sucessivamente até encher as tacinhas.
7. Leve ao frigorífico.




























Nota: Maravilha de doce... o meu xuxu adora sobremesas... mas as preferidas dele são aquelas que levam bolacha (e café, e chocolate, etc [lol])... lembrei-me de fazer esta sobremesa e foi no blogue da Nani - Manjar de Ideias Doces... e não só! que encontrei a receita...
A única observação que faço é em relação às folhas de gelatina... pareceu-me exagerado 6 folhas de gelatina até porque se as natas ficarem bem batidas quase que nem é preciso as folhas de gelatina... mas isso também depende da marca das natas (eu uso parmalat), se vão separar em taças individuais ou fazer numa só taça, etc...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Arroz de Lulas

7 comentários


























Ingredientes:

1,5 kg de lulas
1 cebola
1 knorr de marisco
150 ml de polpa de tomate
100 ml de vinho tinto
3 colheres de sopa de preparado de creme de marisco
350 g de arroz
1 colher de chá de coentros
Azeite q.b.
Sal q.b.
Água q.b.

1. Pique a cebola e refogue-a em azeite.
2. Enquanto a cebola refoga, corte as lulas em rodelas.
3. Adicione o knorr ao refogado e regue com o vinho tinto.
4. Acrescente a polpa de tomate e as lulas.
5. Cubra as lulas com água, tempere com sal e adicione o creme de marisco e mexa bem.
6. Assim que a água levantar fervura adicione o arroz.
7. A partir deste momento terá de estar atenta ao tacho porque o arroz vai querer pegar, você tem de ir mexendo e ir acrescentando água sempre que necessário e/ou que esteja a seu gosto.
8. Mesmo antes de retirar adicione uma colher de chá de coentros picados.
9. Sirva de imediato.


























Nota: Humm maravilhoso! Ontem apetecia-me arroz de lulas... dei uma vista de olhos na net, em 2 ou 3 receitas e acabei por juntar as receitas numa só...
Pode dizer-se que é uma refeição rápida de se fazer, porque as lulas por si só já são tenrinhas e não precisam de estar muito tempo a cozinhar, até porque se ficarem encolhem muito (conselho do peixeira)! Gosto bem mais deste arrozinho de lulas do que o arroz de polvo =)