terça-feira, 24 de novembro de 2009

Bolo de Ananás

23 comentários


























Ingredientes:
Caramelo:
200 g de açúcar
10 cl de água

Bolo:
250 g de açúcar
3 ovos
100 g de margarina
1 lata de ananás às rodelas
20 cl da calda da lata de ananás
300 g de farinha
3 colheres de chá de fermento
Cerejas q.b.

1. Comecemos pelo caramelo:
1.1. Num tachito junte o açúcar e a água e leve ao lume.
1.2. Deixe ferver até atingir o ponto de caramelo, isto é, a calda de açúcar fica mais espessa e dourada. Para quem tem termómetro ronda os 140ºC.

























1.3. Deite o caramelo para uma forma de 26 cm, e forre rapidamente a forma antes que o caramelo endureça (se a sua forma for de alumínio use luvas).
2. Depois da forma forrada, disponha das rodelas de ananás a seu gosto e das cerejas no espaços das mesmas.
























3. Bata o açúcar com as gemas, se a mistura estiver muito espessa, junte-lhe um pouquinho de calda de ananás.
4. Junte ao batido a margarina derretida, mexa bem e depois adicione-lhe a calda do ananás.
5. Junte a farinha a farinha e bata mais.
6. Levante as claras em castelo bem firme e misture-as no preparado aos poucos, mexendo bem mas sem bater.
7. Envolva o fermento em pó.
8. Quando estiver tudo bem ligado, deite na forma e leve ao forno a 180ºC entre 50 a 60 minutos.
























9. Deixe arrefecer uns minutos e desenforme o bolo (tem de ser desenformado ainda quente).







































Nota: Oh tempo que andava para fazer este bolo! Finalmente...
Como muitas de vocês, eu já conhecia este bolo pelas mãos da minha irmã. Esta até foi a primeira vez que o fiz.
O resultado é um bolo muito fofinho e delicioso.
Esta receita foi retirada do site Gastronomias, até porque foi o único bolo que encontrei que levasse a calda da lata de ananás toda.
Aconselho VIVAMENTE a fazerem o caramelo em vez de usarem o caramelo de compra. Pode dar um pouco mais de trabalho mas compensará.
E o ananás... gosto muito das latas do Dia... as rodelas são docinhas. =D












sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Arroz de Camarão

26 comentários
























Ingredientes:
200 g de arroz
0,5 knorr de marisco
150 g de miolo de camarão
1 cebola
2 dentes de alho
1 tomate sem pele
Vinho branco q.b.
+/- 80 cl de água
Salsa q.b.
Sal q.b.
Azeite q.b.

1. Num tacho coloque a cebola picada, dois dentes de alho e o azeite. Leve ao lume e deixe fritar um pouco a cebola.
2. De seguida, junte o tomate sem pele e cortado em pequenos pedaços. Deixe refogar um pouco.
3. Ao refogado junte o arroz. Mexa e refresque-o com um pouco de vinho branco.

4. Tempere com o knorr e sal se desejar.
5. Aos poucos vá juntando água.

6. Adicione o miolo do camarão.
7. Continue a juntar água sempre que necessário e aos poucos, mexendo regularmente para que não se pegue ao tacho, e com o fogão em lume brando.
8. Assim que vi que o arroz apresente estar cozido, junte um raminho de salsa picada e sirva de imediato.
























Nota: Este receita fui roubá-la ao blogue Cinco Quartos de Laranja... não só a apresentação dela era divinal como vos posso garantir que este arroz é magnifíco.
Tanto eu como o Orlando adoramos este arrozinho. Delicioso mesmo!
Apenas alterei as quantidades, de resto... segui a receita dela sem meter a minha colher =D




terça-feira, 17 de novembro de 2009

Molho de Queijo

26 comentários
























Ingredientes:
100 g de requeijão (usei mozzarella ralado)
100 g de natas
100 g de leite
50 g de queijo parmesão ralado
1 colher de chá sumo limão
Pimenta branca q.b.
Oregãos q.b.

1. Num tacho coloque o requeijão (no meu caso a mozzarella), o leite e as natas, misture bem, leve ao fogo baixo e adicione aos poucos o parmesão ralado.
2. Só pare de mexer quando a mistura ficar homogénea.
3. Tempere com pimenta, oregãos e o sumo de limão.
4. Sirva quente.
























Nota: Ia fazer umas costeletas grelhadas para o jantar e lembrei-me de fazer um molho para acompanhar... abri o frigorifico e via só queijo (lol)... pesquisei na net e acabei por me render a esta receita do blogue Tavola Calda.
É óbvio que quem não gosta de queijo ou não é fã... nem vale a pena pensar em fazer...
Eu muito sinceramente adorei e hei-de fazer sempre que possível para acompanhar carne grelhada, é a combinação perfeita.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Dourada no Forno

24 comentários
























Ingredientes:
2 douradas
4 dentes de alho
1 cebola grande
1 folha de louro
1 colher de chá de colorau
2 tomates maduros
1 raminho de salsa
0,5 limão (sumo)
1 tira de pimento vermelho
Vinho branco q.b.
Azeite q.b.
Sal q.b.

1. Tempere as douradas com sal.
2. Faça um refogado com o alho cortado em lâminas e as cebolas às rodelas finas.
3. Acrescente o louro, o colorau e o pimento cortado em tiras.
4. Depois de refogado, retire do lume e adicione os tomates, sem pele, e a salsa picados.
5. Regue com meio limão e vinho branco.
6. Coloque as douradas num tabuleiro de ir ao forno e disponha o refogado sobre as mesmas.
7. Leve ao forno até dourar.

Nota: Hummm que delícia!!!! O meu xuxu adora douradas... já andava farta de a comer da mesma maneira... e voilá!
A receita é uma mistura minha e de uma receita de um livro da Mulher Moderna na Cozinha.

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Doce de Abóbora e Nozes

28 comentários

























Ingredientes:
500 g de abóbora (já limpa e descascada)
400 g de açúcar
2 paus de canela
1 laranja (sumo e raspa)
0.5 cálice de aguardente
Nozes q.b.

1. Numa panela, adicione a abóbora cortada em cubos, o açúcar, os paus de canela, o sumo e raspa da laranja e por fim a aguardente.
2. Leve ao lume até a abóbora estar cozida.
3. Quando a abóbora estiver pronta, retire os paus de canela e triture tudo a puré com a varinha mágica.
4. Volte a pôr a panela ao lume até engrossar, atingindo o ponto estrada.
5. Parta algumas nozes e misture-as ao doce.
6. Esterilize dois frascos (tipo nucrema) e disponha o doce dentro deles.
7. Deixe arrefecer, coloque as tampas e guarde ou coma muito!!! =D

























Nota: Esta receita foi-me dada pela Kita... já há muito que ansiava por fazer este doce... mas arranjar abóbora estava difícil!
Quando menos esperava a minha mãe deu-me metade duma e a minha irmã, no mesmo dia, deu-me uma inteira grande!!! Agora tenho tanta abóbora!!! LOL
Bem este docinho é de facto uma maravilha, a Kita só dizia: «é mesmo bom!»; «já comi um frasco com o meu marido!»; «humm tão bom com queijo fresco!» - [se alguém precisar de alguém para fazer publicidade persuasiva... a Kita é a pessoa indicada!!] (lol) - mas de facto o doce é realmente muito bom!!! =D
Mando um sms à Kita:
- «Quantos frascos dão?»
- «Uns cinco!!»
Resultado: os frascos dela devem ser muito pequeninos, daqueles dos purés par bebés, porque a mim deu-me para dois frascos de 250 ml cada um! LOL
Por fim deixo-vos aqui com estas duas fotos da minha gatinha a tentar roubar a bolacha com o doce de abóbora durante a sessão fotográfica... no fim acabei por lha dar... e ela comeu!!! =D

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Bolo-Pudim de Chocolate-Baunilha

43 comentários

























Ingredientes:
Caramelo líquido

Para o bolo:
150 g de manteiga amolecida
110 g de açúcar amarelo
3 ovos inteiros
140 g de farinha
40 g de chocolate em pó
1 colher de sopa de fermento

100 ml de leite

Para o pudim:
4 ovos
1 lata de leite condensado
2 medidas (da lata do leite condensado) de leite
1 colher de sopa de aroma de baunilha


Para o bolo:
1. Bata a manteiga com o açúcar e os 3 ovos.
2. Depois junte a farinha e o fermento batendo sempre.
3. Acrescente o chocolate e em seguida o leite.
4. Unte uma forma redonda (usei de 26) com caramelo líquido, e coloque o preparado do bolo na forma.

Para o pudim:
1. Bata bem os ovos, o leite condensado, o leite e o aroma de baunilha.

2. Coloque este preparado por cima do preparado do bolo MUITO devagarinho.
3. Coloque no forno em banho-maria durante 1 hora a 180ºC.

SÓ SE DESENFORMA QUANDO ESTIVER TOTALMENTE FRIO.

























Nota: A primeira vez que vi este bolo pudim foi no blogue da Nanda, na altura copiei logo a receita... mas mais tarde vi o mesmo bolo no blogue da Missy... Quando vi o bolo pudim da Missy fiquei de boca aberta, estava lindo lindo lindo... DESLUMBRANTE.
Portanto a receita andou, andou, andou guardada à espera que eu a fizesse... e finalmente fiz.
Fartei-me de tirar fotos... mas o bolo-pudim estava tímido... não houve nenhuma foto que fizesse justiça à maravilha que ele é. Não chega aos calcalhares das fotos da Nanda e da Missy... mas olha... foi o que consegui. =(
Este bolo pudim é uma verdadeira delícia!! (mas o de limão é melhor... mas isso fica para outra vez =D)
Não, eu não me enganei, primeiro mete-se o bolo na forma e só depois o pudim...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Tiras de Pota à Lagareiro

15 comentários
























Ingredientes:
1 saco de tiras de pota
Batatas pequenas q.b.
1 cebola
Azeite q.b.
Alho picado q.b.
Vinagre de cidra q.b.
Sal q.b.


1. Lave bem as tiras de pota e reserve-as.
2. Lave, igualmente bem, as batatas. Coloque estas num tacho com água, temperada com um pouco de sal (lembrem-se que as batatas irão ao forno com sal grosso, por isso tenham cuidado com o sal que colocam nesta água) e dê uma breve fervura às batatas.
4. Depois de escorridas, disponha as batatas no tabuleiro do forno, e envolve-as generosamente em sal grosso. Levam-se ao forno a assar.
5. Ligue o grelhador eléctrico (ou acenda as brasas) e grelhe as tiras de pota temperadas com sal.
6. Entretanto, aqueça azeite, ao qual se junta o alho picado. No final, junte um pouco de vinagre de cidra (para 2 dl de azeite, 1 colher de sopa de vinagre).
7. Quando as batatas estiverem assadas, dê um murro em cada batata.
8. Numa travessa de servir, colocam-se as batatas e por cima as tiras de pota, regando com o azeite aromatizado.
9. Por fim, dispõem-se rodelas de cebola por cima (não fiz).























Nota: Bem eu quando vi este prato no blogue da Bom Apetite fiquei deslumbrada!!
Contudo, apesar de ter um aspecto maravilhoso, na minha opinião pessoal, eu acho que as tiras de pota não combinam neste prato.
O sabor tipico do bacalhau assado não está nem de perto neste prato. O sabor do azeite aromatizado de alho não fundem nas tiras de potas...
Não sei se me faço entender...